You are currently viewing Confira dicas para aumentar o limite do cartão de crédito
Veja como aumentar o limite do cartão de crédito. Foto Divulgação

Confira dicas para aumentar o limite do cartão de crédito

Você é daquelas pessoas controladas e que paga sua fatura do cartão de crédito religiosamente na data do vencimento e mesmo assim se questiona porque seu limite continua o mesmo? Não consegue entender o motivo pelo qual não tem um aumento da sua linha de crédito pelo banco ou instituição financeira?

O cartão de crédito pode ser uma boa alternativa para os gastos do dia a dia. Saber que você tem uma linha de crédito pré aprovada para cobrir gastos, parcelar compras ou te salvar de algum imprevisto lhe traz uma sensação de segurança ou até mesmo pode ajudar a realizar aquele tão cobiçado sonho de consumo, desde que usado de forma criteriosa e responsável. Mas diante disso, surge a seguinte pergunta: como faço para aumentar meu limite?

Via de regra as instituições financeiras adotam critérios rígidos para disponibilizar diferentes linhas de crédito. Além da renda informada pelo cliente e que passa por alguns filtros de confirmação, é verificado o seu histórico de crédito.

Como o limite de um cartão de crédito é definido?

Veja como aumentar o limite do cartão de crédito. Foto Divulgação
Veja como aumentar o limite do cartão de crédito. Foto Divulgação

Por definição, o cartão de crédito é um empréstimo a curto prazo. A instituição financeira te empresta um valor que é dela, e você pode usar esse dinheiro durante um período, normalmente 30 dias. Ao final desse ciclo, é necessário pagar a detentora do cartão pelo que foi gasto. O limite do cartão é, portanto, o valor disponível para empréstimo que cada pessoa recebe.

Como aumentar seu limite do cartão?

Não existe uma receita de bolo. Aumentar sua linha de crédito está relacionado com o risco que você representa para a instituição que está te emprestando aquele valor. O principal é manter um histórico positivo de suas informações.

Veja algumas dicas:

1. Mantenha sua renda atualizada

As instituições financeiras necessitam saber de sua realidade para entender qual limite é compatível com as suas necessidades e qual seu potencial para honrar seus débitos.
Mantenha sempre atualizado seu comprovante de renda para que a instituição consiga avaliar quanto consegue fornecer de limite de crédito sem comprometer a sua vida financeira. Foi promovido ou mudou de emprego? Não deixe de atualizar os dados sobre o quanto você recebe mensalmente.

2. Quite sua fatura em dia

É fundamental pagar o total das suas faturas até o vencimento e evitar deixar valores em aberto.
Gastos fora da rotina podem acontecer, e as instituições oferecem possibilidades de pagamento para clientes que não puderem quitar suas faturas integralmente. Mas, para manter um perfil de bom cliente, procure pagar o total dos seus gastos. Essa rotina é um indicador para o banco de que você usa o cartão de maneira responsável e contribui para manter seu histórico positivo.
Se você notar que não vai conseguir pagar a fatura do cartão, entre de imediato em contato com a sua instituição para tentar negociar. As chances de fechar algum tipo de acordo com juros mais baixos do que os de atraso vão ajudá-lo a evitar uma bola de neve.

3. Concentre seus gastos no cartão de crédito

Procure centralizar suas compras em um mesmo cartão de crédito. Concentrar todos os seus gastos no cartão prioritário pode ajudar a aumentar o seu limite pré-aprovado, já que a instituição vai entender que você tem utilizado bem o limite disponível.

E aqui vai outra dica, procure usar o cartão de crédito até mesmo para aquelas compras menores do dia a dia: padaria, farmácia, loja de R$ 1,99 etc… Esses gastos menores do dia a dia vão sinalizar um uso constante de crédito e aliado a outros fatores vão contribuir para aumento da sua linha de crédito.

4. Mantenha seu CPF sem restrições

Ficar inadimplente por um produto comprado ou serviço prestado, essa empresa pode incluir seu CPF nos órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa. Quando isso acontece, você fica negativado, ou seja, o chamado “nome sujo” na praça. Uma das consequências de estar negativado é ter dificuldades de conseguir crédito.

Antes de conceder crédito a alguém, os bancos e instituições financeiras têm o hábito de consultar o CPF para analisar o risco que essa pessoa representa. Caso seu nome esteja negativado por alguma pendência em outro lugar, muito provavelmente o crédito será negado, mesmo que você mantenha os pagamentos em dia no banco onde requereu aumento do limite.

5. Construa um relacionamento

Às vezes, por mais que você tenha hábitos saudáveis e responsáveis e saiba como administrar despesas maiores, a empresa talvez não te conheça o suficiente para assumir um risco mais alto. Em outros casos, a demora para a liberação de uma linha de crédito maior está relacionada com a capacidade de concessão de crédito da instituição do que com você.

Por fim, a palavra de ordem é paciência para construir esse relacionamento com a sua instituição financeira. Gradativamente, as informações sobre o seu perfil de gastos vão sendo reunidas e você poderá ter um limite que atenda às suas necessidades.Veja como aumentar o limite