You are currently viewing Por que não emprestar cartão de crédito para terceiros?

Por que não emprestar cartão de crédito para terceiros?

  • Post author:
  • Post category:Dicas

Se você costuma emprestar seu cartão de crédito para ajudar amigos e familiares em tempos de dificuldades financeiras, saiba que corre muito risco. Isso porque, ao fazer isso, você permite que essa pessoa pague a dívida em seu nome sem garantia de pagamento.

Embora seja uma relação de confiança, você não deve arriscar ajudar alguém pelos motivos que detalharemos neste artigo.

Então continue lendo e descubra por que você nunca deve emprestar seu cartão de crédito a terceiros.

Emprestar cartão de crédito é uma boa ideia?

Podemos começar dizendo que não, emprestar um cartão de crédito definitivamente não é uma boa ideia.

Mesmo assim, ainda é uma prática muito comum no Brasil, pois é como as pessoas procuram ajuda para amigos e familiares que estão com dificuldades e/ou não conseguem crédito.

Na verdade, a intenção é ótima, mas ainda é uma situação extremamente perigosa para quem pega emprestado um cartão.

De acordo com pesquisa realizada pela Federação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) em parceria com o Sebrae, 23% dos brasileiros ajudaram amigos e familiares emprestando cartão de crédito nos últimos 12 meses.

A segunda forma mais comum de ajudar financeiramente outras pessoas é pedir emprestado um cartão de loja, com uma resposta de 4%. Além disso, 29% dos brasileiros fizeram compras usando os nomes de amigos e familiares durante o mesmo período.

Os principais motivos para o empréstimo do cartão são a falta de crédito e reservas de emergência para quem busca ajuda financeira.

Se você se conhece nessas situações, é melhor continuar lendo para saber por que emprestar seu cartão de crédito para qualquer pessoa é arriscado.

Quais riscos você corre ao emprestar um cartão de crédito?

Se você tem o hábito de emprestar o cartão de crédito para amigos e familiares, conheça os riscos aos quais está se expondo.

Ficar sem limite de crédito

O primeiro risco que você corre ao pedir um cartão de crédito emprestado é que você usará o suficiente do seu limite para fazer compras futuras.

Afinal, todo cliente bancário tem um valor limite específico que é emitido com base em sua situação financeira, renda, histórico de pagamentos e outros fatores considerados em sua análise de crédito.

Se você permitir que alguém use seu cartão de crédito, estará recebendo parte do valor disponível do qual poderá se arrepender mais tarde.

Ficar vulnerável a golpes

Nem todo mundo sabe o risco de ter um golpe financeiro ao pedir um cartão de crédito emprestado.

Isso acontece principalmente quando você envia dados do cartão ou fotos por meio de mensagens do WhatsApp ou redes sociais.

Por exemplo, se os cibercriminosos clonarem a conta do seu contato, eles terão acesso aos detalhes do seu cartão de crédito e poderão fazer compras em seu nome.

Assumir uma dívida que não é sua

Como você pode imaginar, um dos maiores riscos ao pedir um cartão de crédito emprestado é não receber o pagamento prometido de terceiros ao pagar sua fatura.

Enquanto você confia na pessoa que usa o cartão, qualquer pessoa com um nome negativo ou sem crédito está obviamente com problemas financeiros.

Nesse caso, o orçamento da pessoa é completamente imprevisível. Então, mesmo com vontade de pagar, há uma boa chance de ela não conseguir enviar o dinheiro quando a conta chegar.

Nesse caso, se você não quer se endividar e sofrer com o comportamento dos juros, não tem escolha a não ser pegar a dívida e pagar.

Afinal, o cartão de crédito é um instrumento de pagamento pessoal e intransferível, e toda compra realizada com ele está vinculada ao seu nome e CPF. Como resultado, você pode acabar com dívidas que não lhe pertencem e não poder fazer nada a respeito.

Ter que usar o crédito rotativo

Pior do que ter que pagar a dívida de alguém usando o cartão de crédito é não conseguir pagar e ter que pagar uma fatura menor ou mínima. Dessa forma, o valor devido será corrigido mensalmente pelos juros mais caros do país: os juros rotativos do cartão de crédito.

Segundo o banco central, a taxa de juros anual do crédito rotativo no país chega a 346%.

Lembre-se que esses juros são compostos, ou seja, aumentam continuamente os juros a cada mês. O resultado é uma dívida que aumentou e, quando você percebe, tornou-se impagável.

Ficar inadimplente

Outro risco que você enfrenta ao emprestar seu cartão de crédito a terceiros é o não pagamento e a inadimplência.

Mais de 65 milhões de pessoas no Brasil estão inadimplentes, de acordo com a última pesquisa da Serasa Experian sobre o mapa de inadimplência e renegociação de dívidas do Brasil, publicada mensalmente.

A dívida conjunta desses cidadãos ultrapassa 263 bilhões de reais, enquanto a dívida média por pessoa é de pouco mais de 4.000 reais.

Quando você entra nessa situação, corre o risco de ter seu nome rejeitado, não conseguir crédito no mercado, ou até mesmo ficar sujeito a ações de cobrança de dívidas.

Acabar com o nome negativado

No final das contas, uma consequência muito provável de pegar um cartão de crédito emprestado é a inadimplência, não conseguir pagar a dívida, e ainda acabar com o “nome sujo”. Isso acontece quando a operadora de cartão de crédito coloca sua previdência na lista de limite de crédito de instituições como Serasa e SPC Brasil.

Você será notificado pela agência de crédito responsável e terá 10 dias para corrigir a situação. Caso contrário, seu nome será rejeitado no mercado, impedindo o acesso a linhas de crédito e produtos bancários, entre outros inconvenientes.

Já imaginou estar nessa situação por conta de dívidas que nem te pertencem?

Emprestar dinheiro no cartão de crédito é crime?

Não, emprestar seu cartão de crédito para alguém que você conhece não é crime de acordo com a lei brasileira.

No entanto, as empresas que emprestam a pessoas físicas e jurídicas por meio de cartões de crédito podem ser cobradas com agiotagem.

De acordo com o Procon-PE, muitos dos golpes são aplicados desta forma: uma empresa oferece empréstimos a aposentados e servidores públicos, condicionados à emissão de cartões de crédito.

O cartão era então enviado ao cliente e faturado por um valor muito alto, com juros abusivos.

Sim, essas empresas estão cometendo um crime de agiotagem – bem diferente de emprestar seu cartão de crédito para um amigo ou familiar, é claro.

Há riscos ao pedir cartão de crédito emprestado?

O principal risco que uma pessoa enfrenta ao tomar emprestado um cartão de crédito é não conseguir pagar as parcelas. Mesmo que o amigo ou familiar que pede o cartão seja bem intencionado, ele pode ter imprevistos financeiros que o impeçam de pagar antes do vencimento da fatura.

Nesse caso, a relação entre o tomador e o titular do cartão fica abalada, e o tomador pode sofrer consequências mais graves do que a inadimplência por conta própria.

As pessoas muitas vezes se sentem deprimidas e mentalmente doentes devido a inadimplência e pagamentos difíceis de dívidas, aumentando a culpa que devem a seus entes queridos.

Qual desculpa usar para não emprestar cartão de crédito?

Você não precisa dar uma desculpa para não emprestar seu cartão de crédito, mas sim apresentar argumentos racionais que justificam sua negativa, como vimos ao longo do texto.

Veja alguns exemplos:

  • “Não tenho como comprometer parte do meu limite de crédito nesse momento, pois terei que fazer compras futuras ou dependo desse valor para imprevistos”;
  • “Os juros do cartão de crédito são muito altos e não posso me arriscar a ter que pagá-los na próxima fatura”;
  • “Não posso arriscar ter essa dívida no meu nome agora, pois estou no limite do orçamento”.

Se você realmente quer ajudar seu amigo ou familiar, o melhor caminho é um empréstimo em dinheiro, caso tenha a quantia.

Dessa forma, você tem mais controle sobre a dívida e não corre o risco de se endividar com juros exorbitantes ou ficar inadimplente. Se você não tiver como emprestar dinheiro, é sinal de que não está em condições de ajudar a pessoa sem comprometer sua própria saúde financeira.

E então, ficou claro por que você não deve emprestar seu cartão de crédito?

Continue acompanhando os conteúdos da Neon para proteger seu bolso.

O propósito da Neon é diminuir desigualdades, mostrando caminhos financeiros mais simples e justos, porque todos merecem um futuro brilhante. A educação financeira é um dos principais pilares para fazer isso acontecer, por isso e