You are currently viewing O que é o seguro de proteção financeira e quando usar

O que é o seguro de proteção financeira e quando usar

  • Post author:
  • Post category:Dicas

Os seguros são medidas de precaução para lidar com eventos imprevisíveis. Ao adquirir um seguro, é emitido um documento chamado apólice, que detalha as condições e regras para reivindicar benefícios em situações específicas, além dos direitos e deveres de ambas as partes envolvidas. Os seguros financeiros servem para proteger as pessoas contra a impossibilidade de cumprir com suas obrigações.

O que é o seguro de proteção financeira

Existe uma opção de seguro chamado de seguro de proteção financeira que é oferecida juntamente com empréstimos ou contratos de crédito. Este seguro tem como objetivo garantir o pagamento das dívidas em caso de imprevistos, como perda de emprego ou incapacidade de gerar renda.

Ele pode cobrir alguns meses de parcelas ou até mesmo quitar a dívida completamente em caso de morte do titular, dependendo das condições estabelecidas no contrato. É importante observar as características do seguro e se ele é necessário e adequado antes de contratar.

Como funciona o seguro de proteção financeira

O seguro de proteção financeira é uma opção oferecida pelos bancos e instituições financeiras ao momento da contratação de um empréstimo, seja no banco, aplicativo financeiro ou consórcio.

Esse tipo de seguro é adquirido como um valor adicional pago junto com as parcelas mensais da dívida, funciona como um seguro para automóveis, no qual a pessoa espera nunca precisar usá-lo, mas é uma precaução para o caso de imprevistos.

Quando alguém contrata um empréstimo, a intenção é pagar todas as parcelas e quitar a dívida o mais rápido possível, mas imprevistos podem acontecer e sem a proteção do seguro, a dívida pode se acumular e contar juros, gerando endividamento.

É importante ler atentamente o contrato e entender os benefícios previstos no seguro, caso precise ser acionado. Um aspecto crucial é o prazo de carência, que é o período estabelecido pela seguradora para que a cobertura entre em vigor. Além disso, é importante avaliar o custo de pagamento de franquia, que é o valor adicional que o segurado deve pagar no caso de sinistro. A franquia e a carência são aspectos presentes em praticamente todos os contratos de seguro.

Quais são as situações em que ele pode ser acionado?

Ter um seguro de crédito proporciona a segurança de que as parcelas serão pagas mesmo em caso de imprevistos que afetem o titular ou sua família. Esses imprevistos podem incluir: perda involuntária do emprego, incapacidade temporária de gerar renda, invalidez permanente devido a acidentes e morte. Nestes casos, a seguradora assume o pagamento das parcelas.

A maior vantagem de contar com um seguro de crédito é a tranquilidade de poder honrar as parcelas quando uma situação de instabilidade atingir o titular e os familiares. Na ausência do titular, os pagamentos são cobertos pela seguradora. Essas situações costumam ser:  

  • desemprego involuntário: quando o profissional é demitido pela empresa ou quando uma situação o impede de praticar as atividades como autônomo, desde que haja comprovação do impedimento; 
  • incapacidade física total e temporária: é quando o profissional é autônomo e fica impedido de gerar a renda mínima para pagamento das parcelas; 
  • invalidez permanente total por acidente: são os casos de acidente no qual a pessoa tem comprovada invalidez por atestado de condição de saúde médica. 
  • morte: este é o caso no qual a dívida do titular é transferida para os herdeiros legais e o seguro quita as parcelas.