No momento você está vendo Como pedir o novo empréstimo da Caixa, disponível até para quem tem nome sujo
Foto: Divulgação

Como pedir o novo empréstimo da Caixa, disponível até para quem tem nome sujo

A nova modalidade de empréstimo anunciada pela Caixa Econômica Federal pelo aplicativo Caixa Tem entrou em vigor em 28 de março.

Até segunda-feira (18), a Caixa havia realizado 900 mil negócios de microfinanças, incluindo Microfinanças Digitais Empreendedor (SIM Digital) e Crédito Caixa Tem, segundo dados em tempo real divulgados pelo canal. Funcionários da Caixa Econômica Federal nesta terça-feira (19).

Ambas as modalidades são direcionadas a empreendedores.

Para pessoas físicas, o SIM Digital oferece valores entre R$ 300 e R$ 1.000 com juros mensais a partir de 1,95%.

Das 602 mil pessoas que recorreram ao SIM Digital, 499 mil estavam negativadas (dívidas registradas em órgão de proteção ao crédito), o que equivale a cerca de 83% dos signatários.

Embora ambos os negócios façam parte da oferta de microfinanças do banco, há diferenças entre os serviços: enquanto o crédito Caixa Tem, lançado em setembro passado, foi direcionado a clientes não negativos, e foi financiado pelo SIM Digital da agência, lançado em abril, garantido pelo Fundo de Garantia do Microcrédito (FGM) e recebeu doação de 3 bilhões de reais.

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, o valor médio do contrato para quem tem restrição de crédito foi de R$ 778,31 – a multa média para os cerca de 102 mil restantes com nomes irrestritos foi de R$ 735,50 no mesmo período.

Como iniciativa do Programa Renda e Oportunidades do Governo Federal, o SIM Digital (Simplificação de Microfinanças Digitais para Empreendedores) é composto por dois negócios:

  • Pessoa físicas: é liberado empréstimo de um valor de R$ 300 a R$ 1 mil, com taxa de juros a partir de 1,95% até 3,60% ao mês e parcelamento de 12 a 24 meses. A modalidade também vale quem está com o nome sujo, mas há limite para as dívidas (veja mais abaixo).
  • Microempreendedores individuais (MEIs): empréstimo de R$ 1 mil até R$ 3 mil, com taxa de juros a partir de 1,99% até 3,60% ao mês e parcelamento de 18 a 24 meses.

As condições para assinatura de um cartão SIM digital são regulamentadas pelo Decreto nº 660 do Ministério do Trabalho de 28 de março de 2022.

Entre eles, os mutuários não podem ter dívidas superiores a R$ 3.000 em 31 de janeiro de 2022. Este limite não considera financiamentos imobiliários não utilizados e linhas de crédito bancário.

O indivíduo deve estar interessado ou querer ser um empreendedor autônomo, mesmo que informalmente. A finalidade do empréstimo será questionada.

O MEI também deve ter pelo menos 12 meses de atividade/estatutos para solicitar um empréstimo e apresentar comprovante de residência e documentos pessoais e empresariais.

Quem recebe o Auxílio Brasil também pode solicitar um empréstimo, mas segundo a Caixa será necessário atualizar seu cadastro no aplicativo Caixa Tem. Mas vale ressaltar que mesmo sem emprego formal, como a modalidade de empréstimo é para empreendedores, é necessário informar ocupação e renda. Após uma análise de crédito, você pode solicitar um empréstimo.

A simulação digital será realizada pelo Fundo Garantidor de Microcrédito (FGM) da Caixa e terá aporte de R$ 3 bilhões do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Como pedir o crédito?

Empreendedor pessoa física

O microfinanciamento pessoal será fornecido pelo aplicativo Caixa Tem via celular. A análise do pedido pode ser concluída em no máximo uma semana.

Certifique-se de que sua versão esteja atualizada. Caso não tenha atualizado seu cadastro no Caixa Tem, clique na opção “Atualizar seu cadastro” e envie os documentos necessários (sua foto de identidade, selfie, endereço e renda).

No prazo máximo de 10 dias após a atualização do cadastro no aplicativo, é possível simular e assinar um empréstimo por meio da opção “SIM Digital – Crédito Caixa Tem” caso tenha sido aprovado na avaliação automática de crédito.

Microempreendedor Individual – MEI (com CNPJ)

Para MEI, a primeira contratação deve ser feita na agência da Caixa.

O solicitante deverá apresentar comprovante de residência junto com documentos pessoais e da empresa – Certificado de Status de Microempreendedor Individual (CCMEI) e DASN SIMEI do exercício anterior e seu comprovante de entrega (este é o documento de cobrança do MEI que comprova que você fez uma declaração anual todos os anos antes de 31 de maio).

Também é possível acessar o formulário neste link e preencher seus dados para que a Caixa possa entrar em contato com você.

A expectativa do governo é que 4,5 milhões de empresários sejam beneficiados.